Pages Menu
Categories Menu
Conexão Infância reúne influenciadores digitais em SP

Conexão Infância reúne influenciadores digitais em SP

O evento Conexão Infância reuniu dezenas de influenciadores digitais em São Paulo no dia 21 de outubro. Com o objetivo de promover um intercâmbio de experiências entre pais e mães que atuam na internet e nas redes sociais, o encontro debateu temas como infância, saúde, alimentação, publicidade e ética. Uma realização do Instituto Alana, por meio do Projeto Criança e Consumo, e do Movimento Infância Livre de Consumismo – Milc, o Conexão Infância aconteceu no Instituto Brincante e permitiu uma aproximação entre blogueiros de todo o Brasil.

Vanessa Anacleto, do Milc, falou sobre a importância da coletividade para o cuidado das crianças e também do apoio para o exercício da maternidade, em diferentes épocas. “Cada um de nós influencia de alguma forma e é influenciado nessa grande aldeia que é a internet. Acho que tudo o que nós todos procuramos, tudo o que tentamos passar para nossos leitores é o mesmo conforto que minha avó puérpera recebia e depois de um tempo resolveu dar em troca”, enfatizou Vanessa.

Além das falas dos influenciadores digitais, a psicanalista Ana Olmos, a socióloga Inês Vitorino e a psicóloga Flavia Penido também deram a sua contribuição. Ana Olmos, integrante da Rede Brasileira Infância e Consumo – Rebrinc, relatou a sua experiência no atendimento a famílias. Ela lembrou como a herança genética, a cultura familiar e escola contribuem para a formação dos valores e da singularidade de cada criança. Ana alertou sobre a pressão para o consumo sobre o desenvolvimento infantil. “Hoje vemos que, em muitas famílias, são as crianças que decidem que carro será comprado, o que vão comer… A agenda da família gira em torno da vontade da criança. Mas a criança não tem condições de tomar tais decisões”, lembrou. Para a especialista, a reflexão sobre a frustração também é importante e na prática é o embate entre o que a criança quer e o que é possível de ser feito. “Os porta-vozes da realidade para os filhos são os pais. Eles que devem decidir pelo sim ou pelo não nas diversas situações”, lembrou enfatizando os prejuízos da pressão para o consumo sobre as crianças.

O evento Conexão Infância inaugura uma parceria entre quem produz conteúdo que tem impacto sobre as crianças e as famílias e organizações e movimentos que se preocupam com a influência da publicidade e o estímulo ao consumismo. A dúvida de muitos participantes do evento era como encontrar o equilíbrio entre aceitar publicidade em seus blogs sem comprometer os direitos da criança. A publicidade infantil vem migrando da televisão para as redes sociais e a internet e, com isso, o engajamento dos blogueiros para a proteção da infância torna-se fundamental. As muitas trocas e conexões, propiciadas pelo encontro, contribuíram para a reflexão sobre a produção de conteúdo.

“Estar num evento com outros pais e mães que estão na mesma grande aldeia que nós sempre foi um sonho. Trouxemos alguns de vocês aqui e agradecemos muito que tenham aceito o convite, pois achamos que já era hora de compartilharmos mais de perto nossas experiências, trocar ideias e olhar no olho. Saímos sempre renovadas do contato presencial,” comemorou Vanessa Anacleto, em nome do Milc.

Leia aqui o texto de Vanessa Anacleto, do Milc.

Ana Olmos, integrante da Rebrinc, fala para influenciadores digitais e representantes de movimentos em defesa da infância, em São Paulo – Foto: Desirée Ruas

 

Os influenciadores digitais falaram sobre os desafios da produção de conteúdo sobre infância – Foto: Desirée Ruas

 

Foto (alto): Divulgação Conexão Infância – Paulo Otero

 

Post a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *