Pages Menu
Categories Menu
Rede Brasileira Infância e Consumo incentiva o debate sobre o consumismo pelo Brasil

Rede Brasileira Infância e Consumo incentiva o debate sobre o consumismo pelo Brasil

 

Reflexões sobre o consumismo infantil e ações de incentivo ao brincar marcaram as comemorações dos três anos da Rede Brasileira Infância e Consumo. O movimento “REBRINC pelo Brasil – Eventos Colaborativos pela Infância” foi lançado em junho, mês do aniversário da Rede. As atividades aconteceram em escolas, praças, parques, universidades, projetos sociais e outros espaços de interação, com a organização voluntária de integrantes da REBRINC.

No dia 31 de agosto foi realizado o último evento comemorativo: a roda de conversa sobre alimentação saudável na UMAPAZ, em São Paulo. Na capital paulista, a bióloga Maluh Barciotte reuniu educadores e demais interessados para buscar formas de mudar a alimentação das crianças em casa e na escola. Ela falou sobre as políticas públicas de incentivo à alimentação saudável, além do Guia Alimentar para a População Brasileira. Temas como agricultura orgânica, agrotóxicos, transgênicos, vegetarianismo e publicidade de alimentos também estiveram na pauta do encontro. Doutora em Saúde Pública, Maluh é a atual presidente da Associação de Agricultura Orgânica.

montagem_3anos_set2016_peq

Pelo Brasil

O primeiro evento comemorativo aconteceu em Porto Alegre, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no dia 25 de junho. O “V Seminário Universidade e Escolas – Os desafios de educar na contemporaneidade”, uma realização do Núcleo Interdisciplinar de Prevenção de Doenças Crônicas na Infância, debateu o papel da família, da escola e da universidade na questão da alimentação infantil. Na ocasião, a médica e coordenadora do Núcleo, Noemia Goldraich, falou da importância da REBRINC para combater os apelos sobre a infância para o consumo de alimentos ultraprocessados.

Em Belo Horizonte, dois eventos marcaram os três anos da REBRINC. Uma atividade conjunta com a Feira Grátis da Gratidão, movimento que incentiva o desapego e o consumo colaborativo, foi realizada no dia 10 de julho. O brincante Rodrigo Libanio Christo e o contador de histórias Paulo Fernandes se juntaram às brincadeiras propostas pela equipe de Educação Infantil do Colégio Marista Dom Silvério e da equipe da casa de brincar Aldeia Jabuticaba. O evento foi marcado pela grande movimentação de crianças e adultos na Praça da Liberdade, local do evento, dispostos a repensar o consumismo infantil e a incentivar o brincar.

Um outro momento de celebração ocorrido na capital mineira aconteceu no dia 30 de agosto com a participação da educadora financeira Adriana fileto. A palestra “Educação financeira sustentável e consumismo infantil” reuniu estudantes de Pedagogia da Faculdade Izabela Hendrix, dentre outros participantes interessados na temática.

Em Brasília, a data foi comemorada com uma feira de troca de brinquedos em um parque da cidade.

Em São Paulo, as escolas marcaram o aniversário com atividades diversas. Na Escola Poty, um varal solidário e uma feira de troca de brinquedos e na Scuola Italiana Eugenio Montale com a exibição do documentário Muito Além do Peso, para alunos do Ensino Médio. Em Campinas, a educadora Ana Carolina Santos refletiu sobre o impacto da publicidade infantil com as famílias dos alunos da Educação Infantil da escola pública CEI Maria José Gonçalves. Também em São Paulo, uma roda de conversa com os educadores do Projeto Arrastão permitiu a troca de experiências sobre o impacto da publicidade sobre a infância.

Missão

A Rede Brasileira Infância e Consumo, REBRINC, é uma rede horizontal e colaborativa que reúne, virtual e presencialmente, pessoas físicas, instituições e movimentos de todas as regiões do país interessados nas temáticas infância e consumo. Tem como missão “ser uma Rede capaz de despertar a sociedade, especialmente a comunidade escolar e os que produzem conteúdo nas mídias, para as consequências do consumismo na infância.”

Mesmo com o fim do movimento “REBRINC pelo Brasil” especial de aniversário, os integrantes da Rede já planejam continuar com os eventos pelo país como forma de manter vivo o debate sobre a proteção da infância e o combate ao consumismo. Como a REBRINC é uma rede, o seu processo é horizontal e colaborativo. Desde sua criação, em junho de 2013, já foram realizados dez encontros presenciais e a Rede continua mobilizando as pessoas interessadas em participar por meio de grupos de discussão e ações regionais de seus integrantes. O grupo de debate no Facebook reúne mais de três mil participantes. Para participar basta acessar aqui.

 

REBRINC no CEI Maria José Gonçalves, em Campinas

Maluh Barciotte em evento na UMAPAZ sobre alimentação

A educadora financeira Adriana Fileto em Belo Horizonte

Evento realizado em Belo Horizonte na Praça da Liberdade, durante a Feira Grátis da Gratidão

Alunos da Escola Poty, de São Paulo, fazem um varal solidário

Raquel Fuzaro realiza feira de troca de brinquedos de Brasília

Rebrinc no Projeto Arrastão - SP

Marialice Levy, da REBRINC, em roda de conversa no Projeto Arrastão, em SP

Foto Noemia Goldraich

A médica Noemia Goldraich durante o Seminário Universidade e Escolas do Núcleo Interdisciplinar de Prevenção de Doenças Crônicas na Infância, da UFRGS

 

 

Fotos: Divulgação – REBRINC

Texto: Desirée Ruas – Jornalista/REBRINC